6.5.16

São como eternos quebra-cabeças


Olá,

Cá estou eu novamente pra escrever mais uma carta para você, querido desconhecido. É engraçada a forma como você me protege e me acolhe mesmo sabendo que pode ser qualquer pessoa neste mundo e eu nem mesmo te conheço.

Bem, as complexidades com que as coisas andam acontecendo em minha vida, me comprometem a ter uma criatividade relativamente significante para escrever algo que seja realmente bom. Mas, a esperança é a ultima que morre, os sentimentos também e é por tais motivos que estou aqui...

Diante de tanta complexidade ocorrente em minha vida, descobri que o meu auge de inspiração e criatividade insiste em aparecer somente quando não estou com tempo suficiente para sentar e colocar tudo em um papel, ou, simplesmente anotar em qualquer cantinho somente para lembrar depois. Consequência disso acabo esquecendo tudo e quando me sobra tempo é tarde demais. Todas as ideias se foram com o tempo e/ou com o vento e eu... Bem, eu continuo no mesmo lugar de sempre pensando em algo extraordinário para dizer a você.

Não sei você, mas penso em coisas bem diversificadas e fora do contexto normal da vida quando estou mais quieta e “triste”, após notícias surpresas, após momentos especiais, antes de dormir, no meio de uma conversa irrelevante, na aula, no intervalo, nas conversas de domingo, nas gargalhadas entre amigos. É meio doido pensar que somos assim: nossa mente funciona filosoficamente nos lugares mais improváveis que somos capazes de imaginar. E isso é intrigante para alguns e apaixonante para outros. Explicar e entender a mente humana, investigar e se questionar, são valores muito absolutos diante de um órgão relativamente pequeno, com uma grande porcentagem de água em sua composição.

Já aprendi tanta coisa, já me questionei por tantas outras e como já disse outras vezes, as respostas totais não são relevantes para mim. Gosto de ficar imaginando e tentando me superar. Algo que acredito e acho que todos sabem é que nossa mente é um eterno quebra-cabeça. Quanto mais peças se encaixam, outras surgem para você conseguir encontrar seus devidos lugares.

Pois bem, depois dessa confusa explicação sobre meus questionamentos infinitos, eu sempre tive uma coisa comigo, mas que nunca expressei, nem indiretamente, através de algum texto meu.  Sempre tive uma característica que a elejo como topo do ranking de favoritas, sou muito observadora. Observo tudo e todos e não me canso disso.

Relevando isso, você já observou um abraço? Se sua resposta for não. Quando tiver a oportunidade observe um e se ainda possível o sinta. Mas, vale salientar que precisa ser aqueles abraços verdadeiros, okay?

Ao observar eu cheguei à conclusão de que somos perfeitos demais, mesmo com tanto erro e tantas controversas. Somos seres incomparáveis e únicos. Mas, por quê? Já percebeu como somos o encaixe perfeito um dos outros para que sejamos completos? Não só nossa mente, mas nosso corpo, tudo em nós precisam de encaixe, ou melhor, tudo nesse mundo é feito sob medidas estridentes de uma verdadeira união.

Perceba, ao olhar, um abraço. Os corpos se unem de maneira absurda, sem fresta, sem nada, somos o quebra-cabeça mais perfeito que já foi inventado. Não há vestígios que faça que nós, os que observam o outro lado da união de dois corpos. Cada parte do nosso corpo foi milimetricamente feito e desenhado para que tudo seja devidamente adequado. Somos o que somos e nada pode mudar isso, nem mesmo a evolução conseguiu retirar esse conceito. Até os seres mais diferenciados conseguem se encaixar. Como explicar tudo isso? Já havia pensado?

Se isso não foi o suficiente para te fazer acreditar no que disse, tenho outra proposta, que já disse mais pra cima. Ao receber e dar aquele abraço verdadeiro tem sensação melhor? Aquele sentimento de conforto, aconchego e proteção é apenas a resposta perfeita para explicar esse quebra-cabeça.

A natureza humana é perfeita demais, por isso tamanha complexidade, disposição de tamanhos questionamentos e investigações. A perfeição vem apenas para nos enlouquecer. E é por isso que estamos aqui e permaneceremos por milhões e milhões de anos.


Espero que você, desconhecido, reconheça tudo isso que disse a você. Pense em todos os encaixes capazes de serem feitos e entenderá o que disse. Somos assim. Apenas somos e não há como mudar. Até a próxima. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

SheIn -Your Online Fashion Sexy dresses

Publicidade

Romwe Fall Coats

Publicidade

Subscribe