19.2.16

Será o imortal, mortal?


Foi conversando com um amigo há alguns dias atrás, com assuntos irrelevantes e a toas, que todos nós temos constantemente, que acabei fazendo uma observação simples que por ventura foi o motivo desse post: “até mesmo um post-it (é isso mesmo) tem validade”. Se parar pra pensar é estranho dizer um tareco dessas sendo tão estúpida. Mas, foi daí que começamos a fazer comparações e transformamos um assunto normal em algo filosófico, grandioso, relevante, metafórico e mesmo assim, ainda comum. É assim que abro um parêntese para dizer que, é nos assuntos mais retardados em relação a temas tão comuns que se encontra a inspiração que buscamos. São dos momentos mais imperceptíveis e irrelevantes que nasce as grandes obras; fecha parêntese.

A oração correta para dizer o que me trouxe até aqui foi: “Tudo nessa vida tem validade.” E durante o diálogo fomos tirando nossas próprias conclusões, cada um com sua singularidade, obviamente. E foi por toda individualidade e comparações contidas diante de uma frase tão simples, que eu resolvi passar isso adiante e compartilhar com vocês.

Começarei com a pergunta: Vocês concordam com a afirmativa feita anteriormente de que tudo tem validade? No sentindo denotativo “validade” significa: “Estado, caráter ou condição de válido”. E no conotativo, a sua significação não muda em quase nada, mas nos possibilita criar algumas comparações implícitas. Em outras palavras, nos possibilita criar algumas metáforas. Dito isso, qual sua resposta?

Não posso dizer que provavelmente responderam sim ou não de imediato, pois uma questão como essa, apesar de simples é bem complexa. Mas, mesmo assim, tentarei explicar os dois lados. Sim ou não?

Se não, provavelmente consideraram que tem algumas coisas que não se perde, são imortais e sobrevivem a tudo. Até concordo com isso, pois não está errado, mas tem outro lado mais relevante para ser discutido do que esse, que se encaixa ao “perceptível”.

Ao responder sim, o pensamento e o significado sobre a validade de tudo passa a ser questionável. Mas, por quê? Bem, algumas coisas pode até ser consideradas imortais. Mas, até essa imortalidade se tem validade. Sempre quando falamos em validade, automaticamente relacionamos ao início e término de algo, o que era bom e passou a ser ruim e até mesmo a morte. Certo? Bom, daí que vamos dar nosso ponto de partida. Se considerado imortal, devemos combinar que para continuar tendo “vida” essa imortalidade tem quase que a obrigação de sofrer transformações ao longo do tempo. Tá, vocês me chamariam de louca se eu dissesse que nessa transformação, quando ocorre a mudança, o que era não é mais? É a partir desse conceito que eu cheguei as minhas conclusões. Até mesmo o considerado imortal, tem sim validade. O que sofreu algum tipo de mutação parou de existir e se adaptou. É nesse ciclo que podemos concluir o que estou dizendo. Se não existe mais e/ou teve que sofrer alguma mudança é porque tem validade. Diante disso, digo: tudo, absolutamente, tem validade. E não é loucura, pessoas tem validade, sentimentos, amizades, relacionamentos, momentos, dias, meses, anos, natureza, ossos, humanos e tudo aquilo que você imaginar, mesmo o que você disser que não tem validade, terá sim, é só pensar um pouquinho.

Um exemplo que consegue ilustrar bem tudo isso, que foi discutido e que parece loucura, é sobre um sentimento. Mas, especificamente, sobre o amor. Gosto de dizer que até o amor que é nomeado “eterno” tem validade. Espero que não queiram me matar por ter dito isso. Mas, pensa comigo, o amor pode até ser verdadeiro (não estou dizendo que não existe. Cuidado!) mas, considerando momentos e consequências relacionadas, concordam que o sentimento vai começar a ter “falhas” e parecer estar diminuindo?! Digo, que nosso eu, apesar de ter um sentimento significativo, por mais difícil que seja, consegue construir barreiras perante possíveis consequências. O sentimento pode até permanecer de alguma forma, mas aquele amor do inicio da explicação não existirá mais, compreendem? E é isso que eu quero dizer, até mesmo um sentimento pode ter validade, pois, como no caso acima, o amor eterno de maneira tão grandiosa pode, por causa das consequências e das barreiras formadas, ter sua validade e de certa forma acabar. Correto?

Se pensarmos, considerarmos hipóteses e criar situações, tudo que disse anteriormente fará um pouco de sentido (pelo menos eu espero). Acho que essa questão tem muito a ser descoberta ainda. Portanto, quero saber a opinião de cada um. Tudo tem se validade: Sim ou não? 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade

SheIn -Your Online Fashion Sexy dresses

Publicidade

Romwe Fall Coats

Publicidade

Subscribe