31.12.15

Adeus 2015, Feliz 2016!

       

Confesso que eu estava esperando por esse post há certo tempo e ainda não sei como devo começa-lo. 2015 chegou ao fim, infelizmente ou não (dependendo do ponto de vista de cada um). Hoje, dia 31 de dezembro de 2015 termina mais um ciclo da nossa vida. Passaram-se exatamente 365 dias, 365 tentativas, 365 altos e baixos, 365 sentimentos singulares, 365 motivos. 3.6.5... De milhares de vidas.

É meio estranho pensar nesse nosso ciclo milenar de que números determinam cada passo que vamos dar e como tudo pode mudar. Peguei-me pensando nisso e não cheguei a uma conclusão muito certa de tudo, o mundo e as pessoas nos surpreendem cada dia mais, somos o mistério de corpo e alma. Mas, pensar que, estamos vivendo só mais um dia normal e que ao dar meia noite é um próximo ano, uma próxima vida, uma próxima proposta, próximas metas e próximas pessoas me faz enlouquecer.

Acho que essa proposta de números para nos marcar, alem de toda história que a maioria já tem conhecimento. Toda a festividade conhecida como réveillon foi criada além de tudo para nos dar uma nova chance de mudarmos e sermos nós mesmos. No meu ponto de vista e para minha particularidade, essa transição e essa festividade feita são apenas mais alguns atos de renovação e missão cumprida, mesmo que o ano não tenha sido como desejado. É nesse momento que todos param para pensar o que foi prioridade e o que deixou de ser, de pensar no que quer para ano que está pra chegar trazendo consigo suas inúmeras surpresas para cada individuo que na Terra habita. E pensar, principalmente, no que aconteceram: todas as conquistas, todas as derrotas, os afastamentos, as chegadas e as despedidas e todas as controversas que o mundo nos impõe.

Particularmente, nesse período entre natal e ano novo eu vivo uma espécie de busca de equilíbrio, gratidão e nostalgia. O meu sentimentalismo fica mais à flor da pele do que nunca e todos os atos decorrentes do ano e nesse período mesmo é motivo para analisar e pensar. Gosto dessa minha mania e de viver nesse dominó, que derruba sua primeira peça na transição do dia 01 para o dia 02 e termina no que vamos viver hoje, na transição do dia 31 para  o dia 01. Acho que não só eu, mas a maioria aqui faz isso. Porque se não houvesse busca de equilíbrio, essa análise e essa busca por erros e acertos, não teria motivo para se festejar e ter essa grande transição que fazemos todo ano.

Mas, colocando em evidencia mais uma das minhas particularidades, eu acho um erro não só meu, mas de todo ser humano fazer isso somente em finais de ano. Escrevendo o parágrafo anterior me veio uma coisa em mente. Talvez não seja algo de tanta relevância, mas ao dizer da transição dos dias, pensei que há uma finidade de motivos para tantos números assim. Por que o calendário não começa do dia 01 e termina no dia 365? Por que temos meses? Por que é do dia 01 ao dia 30/31? Acabei de concluir que é para fazermos o que deixamos de lado e fazermos somente no final de ano. 

O calendário cristão nos presenteou com várias subdivisões (meses) para termos por fim vários finais de ano (dia 31 para dia 01), ta aí, uma nova meta para eu, você e todos nós fazermos. A partir de janeiro, todo final de mês, vamos contemplar nosso “mini final de ano” e analisar o que fizemos de bom ou não e o que precisa ser mudado de mês em mês. Para que esperar e deixar abater mais um ano se você pode resolver no “final de cada mês”, não é mesmo?

2015 para mim foi um ano muito inovador e posso dizer que um dos melhores da minha vida. Graças a um grande esforço, persistência e determinação e além de tudo, uma forcinha de Deus, consegui alcançar metas e objetivos que não imaginaria conseguir tão brevemente. Foi um ano de muita luz, paz, fé, amor e amizades. Mas do que ter apoio de alguém é preciso ter apoio de si mesmo e esse foi um dos ensinamentos mais gratificantes que aprendi esse ano. As coisas acontecem apenas quando você quer uma mudança. Nada nem ninguém podem realizar o seu sonho por você. Se quiser tem que ir a luta, deixar timidez de lado e correr atrás e deixar de pensar no que os outros vão dizer. Pessoas e momentos me mostraram isso e o amadurecimento mais do que nunca chegou até a mim através disso. Sonhar. Acreditar. Focar. Persistir. Não desistir. São itens básicos para ter sucesso. Hoje, estou terminando o ano com o pensamento de missão cumprida e de agradecimento. Pois todo esforço foi meu, mas não conseguiria se não tivesse apoio. E estou aqui, finalmente, para dizer OBRIGADO! A todos que estiveram comigo no decorrer desse ano maravilhoso. Agradeço aos que se foram, aos que chegaram mas também partiram, aos que permaneceram por mais um ano, aos que chegaram e que vão ficar para mais um que está por vir. Agradecer a todos que entraram e saíram da minha vida e fizeram parte dela de alguma forma, pois sem vocês não estaria aqui hoje.

Por fim, termino, hoje, 31 de dezembro de 2015, o meu ultimo post do ano. Desejo a vocês uma transição iluminada, um feliz 2016, com muita paz, amor, saúde, prosperidade, riquezas, realizações, sonhos, sorrisos, amizades e momentos únicos para que não se esqueçam nunca mais. Que esse ano que está chegando seja o melhor da vida de cada um de vocês e que todas suas metas traçadas sejam concluídas. Que tudo dê certo para vocês. Comemorem essa chegada com quem mais gostam e sorriam que uma nova vida e um novo ano estão por vir. Adeus 2015, que venha 2016. E não se esqueçam de serem felizes sempre! Até o ano que vem! 

2 comentários:

  1. Que linda Gi! E que post mais amor ♥.
    Adorei essa ideia, hehehe. Feliz ano novo ♥

    Beijos, quebrarosilencio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Obrigaada, Amanda! Feliz Ano novo pra você!

    Beijos <3

    ResponderExcluir

Publicidade

SheIn -Your Online Fashion Sexy dresses

Publicidade

Romwe Fall Coats

Publicidade

Subscribe