27.8.15

A Busca do corpo perfeito: Anorexia e Bulimia


A maneira que somos impulsionadas e induzidas a seguir as tendências da época é algo bem incomodo. Vivemos em um mundo no qual famosos e pessoas bem sucedidas, influenciam muito na vida de várias pessoas que sonham um dia ser como elas. Desde muito tempo essa influencia vem causando grandes danos, provocando, principalmente, doenças. 

Vivemos em uma era que titulam que o que é bonito, o que é perfeito, o que é bom, que é somente aquilo que vemos na TV, na internet, em um mundo que não é real. A influência da mídia em nossas vidas é muito grande. A busca do corpo perfeito, o tão sonhado “corpinho de boneca” é o sonho da maioria das pessoas e é sobre isso que irei falar hoje.  

Muitas pessoas podem achar um assunto bem polêmico e difícil de ser discutido, mas pensando no publico do blog e no grande numero de pessoas que convivem com isso eu decidir escrever e dissertar com vocês.  

Sejam bem sinceras, quem nunca, em alguma fase da vida já não se sentiu mal com seu corpo e disse que sonhava ou desejava ter o tão sonhado corpo das modelos que vemos estampadas em todos os lugares? Se você respondeu sim, bem-vinda ao famoso e complexo mundo feminino (ou masculino). Muitas pessoas alimentam isso de ter o corpo perfeito e seguem dois caminhos distintos a) Busca uma vida saudável e se aceita como é, conquistando aos poucos sua meta e b) Não consegue se conter e acaba desenvolvendo distúrbios alimentares e trazendo consigo vários outros problemas.  

Como muitas pessoas tentam a opção “a” e não alcançam seus objetivos recorrem à segunda opção, "conquistando" duas aliadas, suas duas novas amigas: a Ana (anorexia) e a Mia (bulimia). O que é extremamente triste, pois muitas pessoas entram e não conseguem mais sair viva desse ciclo vicioso.  

 Andei pesquisando bem sobre o assunto e acabei encontrando muitas coisas que mexeram com meu psicológico e com certeza mexeria com qualquer pessoa que também pesquisasse. As duas doenças perturbam um publico maior de adolescentes, mas nada que impeça de um adulto também adquiri-las. Dizer isso é tão triste e desesperador, mas infelizmente isso é mais comum do que imaginamos. Já pensou na possibilidade de que alguém bem próximo de você sofra com isso e você nem imagina? Já pensou como elas sofrem e, talvez, não têm um ponto de apoio para, quem sabe, sair dessa? 


 Durante essa pesquisa eu encontrei textos, blogs, livros e muitas matérias sobre o assunto (Conceitos básicos sobre Anorexia e bulimia) e acabei descobrindo muitas coisas sobre. Essas duas doenças sempre foram uma ameaça a sociedade, mas como a busca do corpo perfeito a cada dia aumenta mais e mais acho que isso está virando uma epidemia e isso é bem preocupante.  

Bem, durante a pesquisa eu encontrei um trecho de um livro que me deixou um pouco horrorizada com a situação, pois nesse livro fala sobre tudo que devemos saber sobre a Ana e a Mia, e dando uma folheada eu encontrei uma carta, sim uma carta (Carta da Ana por Tamara Carla Erbert) , da Ana, tentando convencer quem está começando a síndrome, e particularmente eu fiquei bem chateada e preocupada, minha vontade de mostrar tudo a vocês foi ainda maior. A carta é bem ‘atrativa’ para quem quer seguir esse rumo, a Ana convence bem a pessoa de que pode sim, ser sua amiga. Mas no fundo sabemos que ela é falsa e só quer nosso mal. Acho bem interessante que todas tirem um tempo para ler, pois vão saber ainda mais sobre a doença e descobrir como pode te prejudicar.  

Além de tudo isso, existem blogs nos quais, garotas que convivem com a Ana e a Mia, entram e comentam sobre como foi seu dia, o que fizeram, o que comeram, o que fizerem depois... É uma espécie de diário. E como forma de ajuda e motivação, garotas que sofrem do mesmo comentam nas publicações coisas de incentivo para continuarem. Anorexia e Bulimia são como droga se entrou para esse mundo, as chances de sair é bem poucas.  

Enfim, só disse coisas terríveis nesse texto, de maneira bem resumida, mas agora vem à parte boa da história, sempre há uma luz no fim do túnel não é mesmo?! Durante a pesquisa e sobre o que já conhecia, eu descobri que pessoas podem sim, sair com vida e sem danos. Há vários depoimentos de garotas que saíram dessa e que hoje lutam para que outras também saiam (Blog de Bem Comigo / Depoimentos de pessoas que superaram os disturbios alimentares) e acho essa ideia muito genial pois com certeza isso pode ajudar muitas pessoas a superar essa fase ou desistir de entrar nela, porque sei o quanto pessoas que sofrem tem medo de se expressar, procurar ajudar e acabam buscando a internet como meio de apoio.  

Finalizando o post de hoje, queria dizer, para vocês, garotas e garotos: não ter apoio, sofrer com quem está próximo de você é bem doloroso, mas não deixe que isso te consuma. Ande sempre de cabeça em pé, confiança e acredite em você mesmo. Você é linda(o), do jeito que é.  Não ligue para opiniões alheias, acredite em você, pense em você e na sua saúde, existem outros meios mais legais e divertidos do que esses. Se ame! Há muito o que viver ainda, altos e baixos todos nós temos. Você é forte! Supere-se! Apoie-se! Converse e exponha seus anseios, isso ajudará. Mas nunca esqueça: você pode mais!

Indicação:


Lia e Cassie são amigas há anos, ambas congeladas em seus corpos. No entanto, em uma manhã, Lia acorda com a notícia de que Cassie está morta, e as circunstâncias de sua morte ainda são um mistério. Não bastasse isso, Cassie tentara falar com Lia momentos antes, para pedir ajuda. Lia tem de lidar com o pai, que é um renomado escritor, sua madrasta e a mãe, uma cardiologista que vive ocupada, salvando a vida dos outros. Contudo, seu maior tormento é a voz dentro de si mesma, que não a deixa se esquecer de manter o controle, continuar forte e perder mais, sempre perder mais, e pesar menos.


11 comentários:

  1. Adorei! Realmente é algo que, creio eu, toda adolescente passa. Parabéns! E uma dúvida: No título não seria "Anorexia e Bulimia"? Beijão <3

    www.brigadeirodeepanela.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já arrumei Laíss hahah obrigada viu?! beijoss

      Excluir
  2. Ótimo post! Realmente, é um assunto bem tenso.

    Beijos, Nat
    wanderlust-girls.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que esse tópico é muito complicado. Ao mesmo tempo que eu sei que tudo isso é muito errado, já fiquei tentada várias vezes pela Ana e a Mia. Sempre fui mais gordinha desde criança, e foi muito difícil para eu crescer assim. A gente sofre pressão o tempo todo da sociedade para manter um padrão de beleza que já saiu da proporção real, com ferramentas como photoshop. Amei o post e eu acredito que mais pessoas deveriam estar falando sobre isso, para quebrar o tabu que essas doenças trazem e mais pessoas se sentirem confortáveis para pedir ajuda.
    Abração,
    http://toxicmay.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Helena, realmente, também acho bem complicado tudo isso! Eu nunca fiquei tentada a isso, mas conheço pessoas bem próximas que sim, e sei o quanto quem presencia também sofre com tudo. Por isso decidi escrever. Mas você não fica com essa tentação, né?! hahahah por favor, não faça isso!
      Um grande abraço, <3

      Excluir
  4. Gostei bastante, é muito bom para muitas meninas que passam ou já passaram por isso lerem!
    Beijos Bells;
    bellsreally.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Esse assunto é bem triste porque infelizmente é a realidade de muita gente. É TÃO difícil se aceitar do jeito que é que a gente realmente acaba se tornando capaz de fazer coisas absurdas. Já sofri de bulimia e sei que é errado (erradíssimo) mas a comida até hoje é ainda uma coisa complicada pra mim.
    Beijoss
    www.queridas-flores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana, nossa que bad passar por isso, imagino o qual difícil deve ser. Mas fico feliz por ter se superado. Acho que mesmo depois da superação, quem já sofreu, ainda tem uma certa tentação, é normal. Mas não deixa isso tomar conta de você novamente,em?!!!
      Beijão <3

      Excluir
  6. Li esse post em seguida quando foi postado, mas esqueci de comentar, desculpa, ahahahah.
    Bom, não sei muito bem o que dizer, esse assunto é muito delicado e você disse tudo no texto. É tão difícil e complicado falar sobre isso, sei lá. Sempre fui bem magrinha e desde então, tenho que aguentar comentários do tipo "cuidado pra não ficar anorexica" ou as pessoas duvindando de mim, sabe?! Só que nem sabem o que é isso, o quão grave que é e como eu e as pessoas que já passaram ou passam por isso, se sentem. Sou fã da Anahi e ela já passou por isso, ela é uma das minhas maiores inspirações e com toda a certeza, muita gente deveria ler esse post, quem sabe assim, melhore um pouquinho, né?! E quero muuuito ler esse livro, já comprei e amanhã vou pegar, eheheh. Adorei o texto ;)

    Beijos, http://quebrarosilencio.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi! Nossa não sabe a felicidade que fiquei quando soube que comprou o livro! Espero que goste e que depois me procure para comentar se gostou ou não,tá bem?! Entendo que todo julgam, se for muito magra, se for mais 'cheinha' ou normal. A sociedade (infelizmente) NUNCA ta satisfeita e isso é muito ruim. E o pior é quando julgam e nem sabem o que é, né?! haahaha Quanto a Anahí, quando tava escrevendo o post vi varias coisas dela, ela tem vídeos e campanhas contra essas doenças terríveis e eu fiquei bem feliz ao saber que tem gente preocupada com isso, sabe? Bom é isso. hahaah Aguardo você para saber sobre o livro!
      Grande beijo, <3

      Excluir

Publicidade

SheIn -Your Online Fashion Sexy dresses

Publicidade

Romwe Fall Coats

Publicidade

Subscribe