7.5.15

Ecos da Morte de Kimberly Derting

 Fazia tempos que eu não lia alguma coisa que me prendesse, que me fizesse sentir falta de ler, que eu lesse rápido e quando terminasse ainda sentisse vontade de ler mais. Na verdade, fazia tempo que eu não lia qualquer coisa além dos livros de literatura que estão na lista do vestibular, ou pelo menos, metade deles porque nunca consigo lê-los por inteiro. Mas sempre chega uma hora que preciso voltar a ser eu mesma e por isso, pedi indicações de livros para uma amiga minha, ela me contou sobre o livro que falarei para vocês hoje e disse que se eu quisesse me emprestaria, e lá estava ela no dia seguinte com o livro em mãos.

Violet Ambrose tem dois problemas – o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade – Violet encontra cadáveres. Desde pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.

O quê de suspense policial misturado com ficção me deixou curiosa, e ainda tinha um romance pra não deixar as coisas frias demais. Li o livro em 4 dias e poderia ter lido em bem menos, apesar do tema "pesado" a leitura é extremamente fácil e leve, o tipo de livro que quando você para de ler sente saudades sabe?! 
Violet é uma personagem de 16 anos, cativante, teimosa, determinada, ao contrário da maior parte das protagonistas que ando me deparando, como você puderam ler na sinopse ela tem a capacidade de encontrar pessoas que foram assassinadas, mas na verdade ela é mais atraída pelos corpos do que outra coisa, cada pessoa possui um "eco" diferente, as vezes é um gosto no fundo da garganta, as vezes um som e as vezes uma aurea colorida, não existem regras, o "eco" varia de vítima para vítima. O problema é que uma onda de crimes começa a acontecer, muito perto de sua casa, e algumas vezes Violet encontra os corpos das meninas assassinadas, até que decide utilizar os "ecos" para procurar o assassino (o eco impregnado no corpo assassinado também se torna presente no assassino), o problema é que uma hora ele nota a presença de Violet e é ai que começa a perseguição mutua.

" Ela estava perto agora, tão perto, que podia ouvir uma voz. Era isto o que aquele eco era: uma voz, sozinha, solitária, em busca de alguém, de qualquer pessoa que respondesse a ela. Violet era essa pessoa. "

Uma coisa que eu realmente gostei é que alguns capítulos no meio da história de Violet, são dedicados ao assassino, como assim? É como se você estivesse na cabeça dele, enquanto ele caça, enquanto ele presencia certas situações e admito que em certos momentos esses pensamentos são muito macabros, ele é com certeza um psicopata. Uma das noites em que li por muito tempo antes de dormir sonhei que um assassino queria casar comigo e se eu não aceitasse ele mataria várias meninas, o resto da noite eu passei em claro (sou dessas que entra de cabeça nas histórias).

E ainda existe o relacionamento de Violet com seu melhor amigo, que é exatamente o que deixa o livro um pouco menos tenso, eles são realmente muito fofos e me fizeram sorrir por diversas páginas. Ele é super cuidadoso e carinhoso, livra a protagonista muitas vezes de grandes problemas mas o mais curioso de tudo, é que em algumas partes da história eu podia jurar que o bendito Jay (o namorado/melhor amigo) era o próprio assassino (#será?)

Ecos da Morte é o primeiro livro de uma saga (possui 4 livros no total) chamada "The Body Finder", na qual, apenas os dois primeiros livros foram traduzidos para o português. Eu adorei o jeito que a Kimberly Derting escreve (esse foi o seu primeiro livro publicado), admito que muitas vezes me identifiquei com a escrita, acho que essa é a intenção, fazer com o que o público (jovem) se identifique, mas mesmo assim não era uma escrita boba. 

Eu espero que vocês tenham gostado dessa resenha e que eu tenha despertado a vontade de ler em alguns de vocês. Esse é um dos livros que valem a pena ser lidos, eu não sou muito fã dos romances clichês (não é que eles não valham a pena, apenas não me empolgam da mesma mesma), admito, eu amo romances mas normalmente prefiro quando eles acontecem no meio de algo muito mais complexo. E ai, qual foi o livro que você leu que acha que todo mundo deveria ler? Um enorme beijo e até mais... 

Ei me ajuda a fazer a fan page do blog chegar nas 4 mil curtidas? Vem cá, é só um clique (ou dois) > AQUI <

8 comentários:

  1. Adorei a dica parece muito bom! http://naotomocaf.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Vic é a primeira vez que entro no seu blog e eu já to apaixonada por tudo menina! Vai ser talentosa assim la longe molier kkk... amei mesmo e fiquei super interessada nesse livro *-* adoro livros e ainda não tinha visto ninguém falar sobre ele...enfim, incrível. Parabéns e muuuito sucesso.

    www.clicksdanay.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aiii que amor Nay, muito obrigada pelo carinho viu?! fico feliz que vc tenha gostado tanto hehe beijosss

      Excluir
  3. Faz tempo que não paro para ler um livro, ein? Dificilmente um livro me prende, por isso, larguei um pouco a prática da leitura, sempre fico protelando o início de uma leitura. hahahahahahah Esse parece legal, mas sei lá, não faz bem o estilo que curto. Beijos, Vic <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também fazia muito tempo que eu não lia Karly... qual é o seu estilo de livrosss Karly? nem consigo imaginar hahahaha bjsss

      Excluir
  4. Já tinha ouvido falar do livro, mas não conhecia direito a história... Parece ser bem legal, pela sinopse eu já até conseguia imaginar que uma série baseada nele seria bem interessante, né? Também adoro quando mesclam suspense com sobrenatural, ainda mais em livros young adults. Vou dar uma chance sim, assim que eu arranjar um tempo pra ler (as coisas por aqui também tão difíceis hehehe) Espero que lancem logo os outros dois livros por aqui, muito chato ter que ficar esperando as continuações :(
    E que sonho foi esse?! hahaha não tem mesmo como dormir depois disso.
    Ah, uma série que eu achei bem legal é Terrível Encanto, da Melissa Marr. Tem uma atmosfera bem sombria, mas é super interessante a mitologia que a autora usa!
    Beijos,
    Isa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca tinha ouvido falar nele até minha amiga comentar acredita? Logo que eu ouvi sobre a história fiquei hiper curiosa, tanto que li rapidinho pq queria muito ver o "fim" hahahha que legal cara, vou super procurar sobre esse livro <333 bjssss isa

      Excluir

Publicidade

SheIn -Your Online Fashion Sexy dresses

Publicidade

Romwe Fall Coats

Publicidade

Subscribe