26.7.16

Documentário: "Ela fica linda quando está brava"


"She's beautiful when she's angry" ("Ela fica linda quando está brava"), o documentário de 2014 que chegou no Netflix a pouco tempo, resgata dos anos 60 e 70 a história do feminismo. Sendo mais especifica, da segunda onda do movimento, que foi (mais ou menos) quando começou a tomar o formato que tem hoje. 

Com 1 hora e 32 minutos, o filme é uma forma maravilhosa de começar a entender e conhecer o movimento. Ele é dividido entre depoimentos das mulheres que iniciaram os movimentos e gravações do período, que retratam manifestações, reuniões e projetos criados para fazer o movimento avançar. 

Vemos uma introdutória explicação das diferentes vertentes do feminismo, que começaram a surgir naquela época. As diferenças ainda não eram muito claras, afinal, elas ainda estavam entendendo para onde estavam indo, mas conseguimos ver claramente as necessidades/pensamentos diferentes dividindo-as em vertentes. Isso é muito importante porque conseguimos perceber que as vertentes não estão aí pra separar o movimento, mas pra dar atenção aos problemas específicos de cada uma. 


É lindo e inspirador ver a garra com que essas mulheres acreditavam naquilo que elas estavam fazendo. Preciso dizer, as ofensas que feministas sofrem são as mesmas desde lá, mas pensa ter esses pensamentos naquela época. Pela primeira vez alguém viu o absurdo de um abuso sexual, que antes disso era considerado um simples ato de paixão. Pela primeira vez alguém se incomodou com a ilegalidade do aborto. Pela primeira vez alguém cutucou a sociedade patriarcal. Alguém não, milhares. 

Elas lutavam por coisas que nós ainda temos que lutar, coisas foram conquistadas e perdidas ao longo do tempo, uma frase citada explica muito bem a situação: “nenhuma vitória é permanente”. O que admito me deixou triste, mas com muita vontade de lutar.

Se você assim como eu já é apaixonada pelo movimento, vai acabar o documentário com uma vontade imensa de fazer alguma coisa, de mudar alguma coisa, mas se você ainda não sabe nada sobre feminismo, fica aqui a minha imensa dica para tentar entender o por quê de sua existência.

“A ironia é que, em sua maior parte, mulheres não faziam nada perigoso ou violento. A única coisa realmente perigosa foi falar. Porque dizer a verdade e falar é muito revolucionário“ Ruth Rose


Onde me encontrar? twitter | instagram | facebook

25.7.16

Transição capilar: 8 meses sem química


Oi gente, tudo bem com vocês? Esse é o terceiro post sobre a minha transição capilar, decidi fazer atualizações mensais para contar para vocês as dificuldades, experiências e aprendizados que acontecem em cada mês e vocês se sentirem mais próximas desse momento da minha vida. Se você perdeu os dois primeiros posts, é só clicar aqui e aqui antes de ler esse post! 

Passamos pelo oitavo mês da minha transição capilar, talvez o mês mais significativo de todos até agora. 

NOVO CORTE

Eu finalmente cortei o meu cabelo do jeito que eu queria, ainda não fiz o temido BC porque decidi fazer o corte da química aos "poucos", mas grande parte da progressiva foi embora e eu já consigo ver muito mais da real textura do meu cabelo. O corte foi feito especificamente para definir minhas ondas, afinal, meu cabelo estava completamente reto e os poucos cachos que se formavam, caiam por causa do peso do cabelo (essa semana sai o vídeo explicando tudo sobre meu corte).

O cabelo perto da minha nuca está totalmente livre da química, foram 5 dedos de cabelo cortados e os cachos se formam sem dificuldade. Admito, quase chorei a primeira vez que eu os vi se formando e ainda é difícil parar de tocá-los. Minha franja e as mechas superiores ainda possuem bastante resquícios, talvez uns 4/5 dedos, mas acredito que daqui um ou dois cortes eu já me livre de tudo (espero). 



ACEITAÇÃO

Usei babyliss uma única vez durante o mês todo e o secador raras vezes para ajeitar a minha franja, isso tudo antes de cortar o meu cabelo. Já consigo passar dias apenas com a finalização e texturização que já fazem mais efeito no meu cabelo, o que me deixa feliz apesar do meu "day after" não ser muito bom (quero gravar vídeo mostrando tudo isso para vocês).

Estou aprendendo a lidar com meu volume, que era provavelmente o que mais me incomodava no meu cabelo e o motivo principal para recorrer à progressiva. Aprender a utilizar o volume da melhor maneira, te faz perceber que ele pode ser lindo e te deixar extremamente poderosa! Alguns dias eu acordo achando que o volume está muito baixo e que eu preciso de um pente garfo (kkk). 

TIPO DE CACHO

Já consigo perceber a minha textura natural, acredito que meu cabelo seja uma mistura do 2C e 3A. Isso me ajuda muito a pesquisar meninas com cachos parecidos com o meu e cuidados específicos para o meu tipo de cabelo. Quando a gente entra nesse mundo percebe que apesar de separarmos as pessoas em lisas e cacheadas não é tão simples assim, dentro dos cachos existem várias texturas diferentes que se adaptam com coisas diferentes. 

Pra quem tem o mesmo tipo de cabelo que eu, indico essas youtubers pra vocês: aqui, aqui e aqui 


OPINIÃO ALHEIA

Eu recebi os primeiros comentários que me deixaram insegura comigo mesmo. Apesar de nenhuma palavra maldosa, o tom de voz nas palavras "o que aconteceu no seu cabelo?" me deixaram balançada. Ficava o dia inteiro me olhando no espelho para ter certeza que tudo estava no seu devido lugar, é claro que não estava, havia muito volume, frizz e texturas diferentes. 

Quando algo dentro de mim parecia balançar e o desanimo tomava conta eu trata de trazer inspiração para o meu dia, vídeos de meninas que já passaram pela transição, fotos, posts sobre técnicas para definir os cachos e por aí vai... O mais importante: me lembrava que o importante é o que eu sinto sobre mim mesma, e não o que os outros sentem por mim. 


Por hoje é só, fique de olho no canal e por aqui que terão muitos posts e vídeos compartilhando experiências e descobertas dessa fase. Mês que vem eu volto pra contar pra vocês o que aconteceu no nono mês de transição. Obrigada pelo apoio e carinho de sempre! Beijinhos e até mais


Onde me encontrar? twitter | instagram | facebook

24.7.16

Fase de mudanças!


Eu sou o tipo de pessoa que sente necessidade de mudar, de me renovar, de sair da zona de conforto. Me canso muito fácil das coisas, e quando eu me canso o desanimo vem com tudo, foi exatamente isso que aconteceu com o blog e com o canal. As coisas estavam acontecendo no automático, fazendo por fazer, nunca deixei de amar o que se tornou meu trabalho, mas fazer com empolgação é muito mais prazeroso... 

As coisas mudaram! O layout, a ilustração e até o conteúdo... Não, o jeitinho com que abordo os temas e eu, não mudamos, mas eu quero abordar temas diferentes, quero falar de coisas que eu amo mas que nunca foram citados, quero  dar tudo de mim, quero deixar a preguiça de lado e sair da caixinha que eu me enfiei. 

Faziam quase dois anos que a gente estava com aquela mesma fachada, como da ultima vez, já sentia que aquele desenho e estilo não me representavam... Eu precisava de algo novo, que me acompanhasse nessa nova fase, eu me sinto nova por dentro e talvez isso tenha sido causado pela transição capilar (que nem acabou ainda), a questão é que eu precisava que meu cantinho na internet mudasse junto comigo.


Quem fez esse desenho maravilhoso foi a Thais Menezes, ela também fez a ilustração do blog Apenas Ana e foi ali que eu me apaixonei pelo traçado único e diferente dela... Contei pra ela toda a minha história com o cabelo e tudo o que eu estava imaginando pra vocês, as coisas não ficaram como eu imaginei, ficaram MUITO melhores. Sou muito grata pelo seu trabalho encantador 


O layout ficou por minha conta. Quebrei a cabeça por horas nesse mundo louco de html e finalmente consegui deixar {quase} tudo do meu jeitinho! Ainda faltam alguns ajustes pequenos, que serão feitos logo logo, mas no geral consegui chegar exatamente onde eu desejava. Espero muito que vocês gostem e que a minha madruga louca, sonhando com códigos tenha valido a pena (kkk).

Eu pedi ajuda pra vocês, sentei, pensei, me inspirei, tirei um tempo pra mim e hoje nós voltamos com tudo. Com novo conteúdo, novo layout, novas inspirações, mas a essência nunca vai embora! Que a gente possa continuar nos ajudando, que eu possa continuar arrancando sorrisos, mas dessa vez com o cabelo mais curto e mais enrolado... Sou eternamente grata por ter vocês na minha vida! Um enorme beijo e nos vemos por aí (amanha, quem sabe).

                                   Onde me encontrar? twitter | instagram | facebook

21.7.16

"10 coisas que eu diria pra mim mesma com 13 anos"


Olá, tudo bem com vocês? Nessa semana o post será um pouco diferente do que estou acostumada a fazer. Mas acho que a essência da minha função aqui não irá mudar. Então, espero que gostem.

Eu estava com uma enorme dificuldade para saber sobre o que escrever para vocês nessa semana. Há alguns minutos atrás eu estava conversando com a Vic e ela me deu a ideia de fazer um post baseado em uma corrente que está acontecendo no Facebook, chamada “Coisas que eu diria pra mim mesma com 13 anos”. Confesso que não tinha visto nada sobre, mas gostei da ideia e resolvi entrar nessa também.

Sim, é uma corrente bem pessoal e irei expor algumas coisas aqui, mas acho que irá ajudar vocês de certa forma e também fará de nós mais próximos. Antes de colocar “a mão na massa” já irei esclarecer que não vou fazer exatamente o que a corrente pede, farei umas pequenas modificações, mas nada demais! Por ultimo, sugiro que no final dessa pequena experiência que me submeti, vocês façam o mesmo para verem o que mudou na vida de vocês. Vamos lá:

“Eu nunca imaginei que um dia eu poderia estar fazendo isso e cá estou eu, escrevendo para uma pessoa que talvez seja a mais difícil, por me conhecer tão bem, por saber meus anseios, minhas coragens, erros, acertos e tudo que eu já vivi e convivi. A pessoa que eu tenho certeza de que eu nunca irei conseguir enganar, pois essa pessoa sou eu.

Você não sabe quem eu sou, mas eu sei bem quem tu és. Sou seu futuro, para ser mais exata sou você daqui 4 anos, 2 meses e 18 dias. E vim te dizer um pouco sobre o que verás daqui para frente.

Eu sei de tudo que você está passando. Essa tal pré-adolescência não está sendo fácil não é mesmo? Tanta coisa nova e tantas desilusões que está te corroendo por dentro não são? Sim, eu sei bem como está sendo complicado para conseguir sobreviver a tanto sofrimento e te digo não será a ultima vez, porém uma coisa é certa: tem muita coisa te aguardando pela frente, você vai ver.

Não tenho concessão para te contar às maravilhas e os obstáculos que você terá pela frente. Minha tarefa por aqui hoje é te dar força para passar por cima de tudo isso.

Uma coisa posso te dizer, sei tudo o que quer agora, inclusive que deseja ser uma “mulher de ferro” não ter sentimento, não sofrer e não se machucar, mas querida, essa é sua essência e você continuará assim. Você é linda do jeito que é, não tente mudar isso em você.

Não sofra por quem só deseja o seu mal e apenas te proporciona isso. Você vai encontrar amigos fieis e maravilhosos. Acredite em mim.

Não se culpe por tanta coisa que anda acontecendo ou que já aconteceu, sei essa sua teimosia atrapalha, mas as coisas acontecem por que têm que acontecer. Você não tem culpa dos giros que o mundo dá. Tudo tem seu tempo e tudo irá se encaixar e a calma vai voltar, eu tenho certeza. Você vai ver. Você tem um grande futuro pela frente.

Não odeie sua timidez, isso está te atrapalhando agora e ainda vai atrapalhar, mas saiba que esse é o grande motivo do seu sucesso pessoal. Portanto, acalme-se.

Ei! Sabe esses textos aí? Que você tanto escreve nesse seu caderno e que as vezes até pensa em botar fogo? Quer um conselho? Não faça isso!

Sua personalidade é fantástica, não queira mudar, são tantas coisas que estão por vir e você não imagina tamanha felicidade. Não se esconda não, você tem mania disso, eu sei. Não “imite” pessoas apenas para tê-las por perto, você está mentindo para si mesma. A pessoa mais bonita está ai, dentro de você. Seja você e não tenha medo.

Amigos falsos, brigas, medos sempre vão ter, isso é só uma fase, seja forte! Se elas não estão te dando o seu devido valor é porque não te merecem. Entrarão pessoas verdadeiras em sua vida, que você vai levar consigo até agora, onde eu estou vivendo. Pode até demorar um pouco, mas você vai ver.

Chore quando tiver vontade, mas não chore por tudo. Você vai descobrir o quão forte é e vai ver que chorar é só mais um porém dentro da sua vida, mas não se esqueça de que fazer isso é essencial. A vida e todos esses momentos que está passando agora vão te ensinar que esses choros fazem bem pra alma e pro coração, mas nem tudo é motivo pra sofrer.

Tanta coisa vai acontecer e muito feliz você vai ser. Muitos aprendizados proporcionados à você serão passados adiante. Muitas pessoas serão ajudadas por você. Sei que esse é o seu desejo e hoje estou aqui para te dizer que você faz isso e está quase começando uma nova vida em relação a isso também, só não te contarei como.

Você, Gi, odeia essa sua fase, mas hoje, estou aqui 4 anos mais velha para dizer a você muito obrigada, pois se somos o que somos no futuro é por causa de tudo que você está vivendo hoje. Isso é só mais uma fase das varias outras que virão. Você é muito forte e não faz ideia disso. Elas não merecem nada que venha de você, lembre-se de tudo que te disse acima. Tenho certeza que ficará tudo bem.

Todo mal vem pro bem e olha, tem alguém especial em nossa vida que me disse há pouco tempo uma frase e acho bom eu te contar, pois aprendi que pode passar 1 ou 10 anos, mas isso sempre vai estar presente no nosso eu “Cada coisa no seu devido lugar, cada tempo no seu tempo. O que não consegue compreender agora compreenderás depois”.

Aguardo você no futuro, não se esconda, se ame, não esqueça nunca disso. Está na hora de eu ir, adeus.”

Publicidade

Subscribe