23.8.16

Resenha: Cachos definidos {Seda}

  

Oi gente, tudo bem por aí? Trouxe mais uma resenha especifica para as cacheadas ou para você que está consumindo muito conteúdo sobre transição, vou falar com detalhes sobre o creme de pentear "Cachos definidos" da Seda, meu produto favorito (olha o spoiler) para finalizar o cabelo. 

O que o produto promete? "Como é difícil manter os cachos definidos, comportados e hidratados ao longo do dia, Seda e Ouidad trouxeram a solução para você: o novo creme para pentear Seda Cachos Definidos, que mudou a forma de tratar os seus cachos. Além de possuir a tecnologia Nutri Seladora de Cachos, que protege o seu cabelo e age nos fios mesmo depois de secos, a sua fórmula inovadora atua profundamente na fibra capilar, nutrindo e selando os fios para deixar os seus cachos sempre definidos. Ideal para quem tem cabelos cacheados e crespos."

  

A primeira característica que você percebe de cara é o cheirinho maravilhoso que o produto tem, não consigo defini-lo, mas chuto algo bem frutal. É um cheiro gostoso que fica no seu cabelo por dias sem enjoar (na minha opinião, claro).

Ele é bem levinho e dificilmente deixa o seu cabelo com aquele molhado eterno, a não ser que você aplique litros de creme, o que não é muito indicado (hahaha). Ele deixa o cabelo durinho em algumas partes, exatamente por deixar mais definido, mas nada que uma boa amassada nos fios não resolva. 

Depois disso você tem um cabelo definido e mesmo assim com movimento, sinto um pouco de dificuldade em encontrar algo assim, porque normalmente os produtos que me ajudam a definir deixam um aspecto duro, o que não acontece com o creme de pentear da Seda. 

  

Não é um creme que faz milagres, mas ele me ajuda (e muito) durante a finalização e também no "day after" em que aplico ele diluído em água para fazer a famosa revitalização. Na tentativa de ativar os meus poucos cachos, que sem creme algum ficam totalmente doidos e sem definição, ele foi um baita achado.

Nessa fase de transição nós precisamos testar produtos diferentes pra ver o que fica melhor no nosso cabelo, por isso normalmente não dá pra comprar vários produtos caríssimos, sabendo que pode dar errado. Sou fã dos produtos com ótimo custo benefício, e finalizo dizendo que esse creme de pentear é exatamente isso, o valor dele não passa de 10 reais e a qualidade é maravilhosa.

E aí, o que achou dessa resenha? Te ajudou de alguma forma? Se sim, não esquece de deixar o seu comentário... Um enorme beijo e até a próxima!

Onde me encontrar? twitter | instagram | facebook

22.8.16

Filmes brasileiros para assistir

Não vamos mentir, temos um preconceito gigantesco com o cinema brasileiro, esse nunca foi o nosso forte mesmo, as novelas sempre foram muito mais incentivas. A verdade é que eu venho me surpreendendo cada vez mais com as nossas produções e acho que falta demais, um incentivo artístico por aqui... Pensando nisso decidi indicar pra vocês os três filmes brasileiros que eu mais gostei, eu não assisti muitos, admito, mas vou adorar saber quais você gostou e quem sabe assistir todos. 


Dois Coelhos

Esse foi o primeiro filme de ação brasileiro que eu assisti na vida, pra mim o cinema do Brasil só produzia e sabia fazer comédia, foi aí que todos meus preconceitos caíram por terra. Não é um simples filme de ação, é um filme de ação surpreendente, com um final que ninguém espera. Faz mais ou menos 4 anos que eu assisti o filme e continuo indicando-o pra todo mundo, sinceramente, só me lembro de estar de boca aberta e querendo repetir no final do filme. 

"Após se envolver em um grave acidente automobilístico, no qual uma mulher e seu filho são mortos, Edgar (Fernando Alves Pinto) é indiciado, mas consegue escapar da prisão graças à influência de um deputado estadual. Logo em seguida ele parte para uma temporada em Miami, onde retorna com um elaborado plano em que pretende atingir tanto o deputado que o ajudou, símbolo da corrupção política, quanto Maicon (Marat Descartes), um criminoso que consegue escapar da justiça graças ao suborno de políticos influentes."

Link do trailer



Mais forte que o mundo - A história de José Aldo


Esse filme vale a pena ser visto pela incrível produção dele, a fotografia é simplesmente maravilhosa, coisa que eu nunca esperei de um filme brasileiro. A história me deixou um pouco irritada, mas aí é um problema meu com José Aldo e não com o filme em si... O meu único problema real com esse filme foram cenas extremamente exageradas, é um filme de vida real e era pra ser lindo exatamente por isso, mas você sente em várias cenas que algo esta muito forçado, tentando algo que não deveria tentar. Apesar disso, é bonito, é emocionante e faz com que você se envolva emocionalmente! 

"Nascido e criado em Manaus, José Aldo (José Loreto) precisa lidar com a truculência do pai, Seu José (Jackson Antunes), que além de se embebedar constantemente ainda por cima bate na esposa, Rocilene (Cláudia Ohana), com frequência. Enfrentando constantemente seus demônios internos, Aldo encontra na luta sua válvula de escape. Acreditando em seu futuro como lutador, ele aceita se mudar para o Rio de Janeiro e morar de favor no pequeno alojamento de uma academia. Lá ele recebe o apoio do amigo Marcos Loro (Rafinha Bastos) e conhece Vivi (Cleo Pires), uma jovem que vai constantemente à academia. Precisando ralar um bocado para se manter, Aldo enfim consegue um voto de confiança do treinador Dedé Pederneiras (Milhem Cortaz), iniciando assim sua carreira no mundo do MMA."

Link do trailer



As melhores coisas do mundo

Eu assisti esse filme por indicação do meu professor de cinema, lembro exatamente do que ele disse: "Se exatamente esse filme acontecesse nos EUA, todo mundo ia amar, mas como é brasileiro todo mundo achou uma bosta". É um filme adolescente e bobinho, exatamente como aqueles que a gente ama ver nas escolas americanas, a diferença é que a história é real, afinal, acontece bem próximo de nós. Acho que as pessoas gostam de ver coisas que estão fora do alcance delas, por isso o cinema brasileiro é tão desvalorizado. Um ótimo passa tempo pra quando você quer algo leve e divertido!

"Mano (Francisco Miguez) é um adolescente de 15 anos. Ele está aprendendo a tocar guitarra com Marcelo (Paulo Vilhena), pois deseja chamar a atenção de uma garota. Seus pais, Camila (Denise Fraga) e Horácio (Zé Carlos Machado), estão se separando, o que afeta tanto ele quanto seu irmão mais velho, Pedro (Fiuk). Sua melhor amiga e confidente é Carol (Gabriela Rocha), que está apaixonada pelo professor Artur (Caio Blat). Em meio a estas situações, Mano precisa lidar com os colegas de escola em momentos de diversão e também sérios, típicos da adolescência nos dias atuais."

Link do trailer

Onde me encontrar? twitter | instagram | facebook

19.8.16

Vídeos da semana!

Oi gente, tudo bom com vocês? Pra quem não sabe temos vídeos novos no nosso canal do youtube toda quarta e sexta-feira... Os vídeos dessa semana me deixaram bem orgulhosa e eu espero de coração que vocês gostem!

Teve "Get ready with me", tipo de vídeo que sempre foi um dos meus favoritos mas por obra do destino fiquei muito tempo sem fazer. Voltamos com grande estilo, mostrei pra vocês como me arrumei pro primeiro dia de aula no segundo semestre de Jornalismo! Vem ver que tá bem leve e divertido...


Na quarta-feira liberei cinco dicas pra você, que assim como eu, é apaixonada por fotografia e está sempre em busca de aprender mais! Tem dica de iluminação, regra dos terços, profundidade de campo e muito mais... 


Onde me encontrar? twitter | instagram | facebook

18.8.16

Até quando deixará ser influenciada?


Qual é a influência da massa em sua vida? Você já se pegou pensando nisso? A loucura cotidiana te torna só mais um experimento bem sucedido dessa vida e desse mundo. Simples assim.

A massa domina de maneira significativa toda e qualquer pessoa, lugar e cultura. No mundo de hoje se nomear livre é limitado demais. Não se comparado a momentos históricos, mas sim ao dizer que somos influenciados demais por tudo.

Darei a vocês, razões para concordarem comigo, caso ainda discordem do meu singelo argumento. Quando digo a massa não quero falar muito amplamente, pra não tornar vago demais a linha de raciocínio. Um exemplo simples disso é dentro da nossa própria casa. Devemos concordar que por mais que haja semelhança, nenhuma residência é idêntica no modo de convívio e costumes. Somos influenciados pela capacidade de dizer o que é certo e errado, ou simplesmente, sim ou não.

Também ao dizer o que julgam ser enquadrado de maneira correta para cada um.

A massa diz, nós respeitamos e nos calamos. Seria essa a afirmação certa para ser dita e cumprida? Acho que não. Por favor, assim como em cada casa, cada indivíduo tem seu ponto de vista para julgar o que convém a ele ou não. Simples! Vivemos em um país de liberdade de expressão, mas será mesmo que toda essa liberdade dita não é apenas uma ideologia? Já pensaram nisso?

Muitas vezes, somos forçados contra nossa própria vontade a idealizar um sentido novo para um certo assunto. As mudanças expostas e tão questionadas sobre eu e o mundo devem ser feita a partir daí. Qual é a graça de rotular um paradigma falso para um "eu" que você considera superior?

O que quero dizer é que não há motivos para se calar diante da sua própria vida. Viver em sociedade talvez seja de tamanha complexidade e respeitar a massa é um ponto de apoio para que haja organização. Mas, a partir do momento que isso influencia seu caráter é demais para ser ignorado.

Deixar de defender seu ponto de vista para que não te julguem passa a ser burrice. Você já imaginou o quanto você está deixando ser levado pela massa e ainda não reagiu ou pior, nem se deu conta disso?

É assustador pensar sobre isso, porém é a realidade. Uma vida quase inteira passado em branco apenas para não machucar o próximo ou simplesmente, por ter medo de ficar sozinho. Oi? Pensamento retrógrado esse. Mentir para si mesma e fingir que isso te faz bem? Causa exaustão.

Têm-se boca é para dizer e defender. Se somos seres humanos quase perfeitos são porque temos e sabemos que nossa função não é passar despercebido diante a uma vida inteira. É lutar, correr atrás e ser sempre mais. Calar-se por medo? Ponha um fim nisso de imediato.

Se ainda acha que a influencia não a incomoda, ela ainda vai despertar em você a descoberta de que não há motivos para se esconder ou temer. A exaustão um dia chegará e você vai perceber que tudo foi uma farsa. Não para o mundo e para ao seu redor, mas para si mesma. Viver “pisando em ovos” é cansativo demais.

E peço, cada um tem a maturidade digna para se julgar e achar o que deve ser feito, por mais que a probabilidade de que haja erro seja relativamente grande, você não saberá se não tentar. Pense e reveja seus atos e atitudes. Não tenha medo de ser quem você é. Se algo ou alguém não permanecer ao seu lado assim, saiba de uma coisa, não era pra ser. Ao descobrir isso, sua aceitação será maior e grande parte dos seus problemas irão simplesmente sumir. Acreditem. A massa será apenas a massa e você, finalmente será você! 



Publicidade

SheIn -Your Online Fashion Party Dress

Subscribe